quarta-feira, 10 de abril de 2013

De tanto correr por ai...




de tanto correr por ai...
de tanto me envolver.
de tanto me encantar pelos olhos,
por enxergar o que quase sempre ninguém ver
eu, sempre me apaixono rápido de mais.
e deixo a imaginação, me levar pelo espaço...
vou voando cada dia sem pensar, no nosso descompasso.
quando amo, minha alma fica feito um pássaro
que voa leve entre o espaço, contorna becos, esquinas e lagos a te procurar...
quando percebe o descompasso sofre
como se tivesse sido atingido por milhões de estilhaços ,
e tenta transformar o amor e o desejo para se contentar com um abraço.
é como se me transformasse em uma mulher de aço pra transformar um amor em abraço...
sinto como se mais uma paixão estivesse se perdendo no espaço.


10/04/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário